Missionários
Claretianos Brasil

Claretiano - Rede de Educação do Brasil na região amazônica: mudanças com a Educação

A região da Amazônia, localizada no Norte do Brasil, ocupa cerca de 60% do território nacional e compreende oito estados, nos quais os Missionários Claretianos mantêm uma forte atuação com a Educação nos diversos níveis. O Claretiano – Rede de Educação do Brasil tem como objetivo: “Capacitar a pessoa humana para o exercício profissional e para o compromisso com a vida, mediante a sua formação integral; missão essa que se caracteriza pela investigação da verdade, pelo ensino e pela difusão da cultura, inspirada nos valores éticos e cristãos e no carisma Claretiano que dão pleno significado à vida humana” (PROJETO EDUCATIVO CLARETIANO, 2012) e está em constante manutenção da Missão educativa com vistas a contribuir com a democratização e acesso à Educação Básica e Educação Superior, conforme previsto nas metas do Plano Nacional da Educação do Brasil, consoante à sua Missão e seu Projeto Educativo.

Assim, o Claretiano quebra barreiras educacionais e presta sua contribuição à sociedade, disseminando atividades de ensino, pesquisa e extensão. Atualmente, a Instituição conta com nove unidades de educação, 117 polos de educação a distância no Brasil e quatro polos no exterior (Espanha, Estados Unidos, Japão e Portugal), que estão credenciados para a oferta de cursos de graduação, pós-graduação e extensão na modalidade a distância. Para que todo esse processo ocorra no Brasil e no exterior, o Claretiano conta com mais de 2.140 professores, tutores e colaboradores que atendem a um universo de 37 mil alunos nas Educações Básica e Superior, nos projetos de extensão, além da pós-graduação. Desses alunos, 15% possuem bolsas de estudos nas diversas áreas de ensino.

As unidades educacionais estão em todos os estados brasileiros pelos polos de educação a distância, colégios ou faculdades presenciais nas cidades de Boa Vista (RR), Taguatinga (DF), Rio Claro (SP), Batatais (SP) e São Paulo (SP) e atendem desde a Educação Infantil até o Ensino Superior presencial e a distância. A unidade de Curitiba (PR) oferece Ensino Superior presencial (Teologia) e a distância; as unidades de Belo Horizonte (MG), Marabá (PA) e São Miguel do Guaporé (RO) atendem à Educação Infantil, Educação Básica, Ensino Médio e Ensino Superior a distância. Destacam-se as unidades educacionais de Boa Vista (RR), São Miguel do Guaporé (RO) e Marabá (PA), que foram criadas nos últimos cinco anos para atender a uma demanda educacional carente da região Norte do país. Esses atendimentos vão ao encontro da solicitação do Papa Francisco para que as instituições religiosas tenham um olhar mais atento à região amazônica.

Nos polos e unidades, são ofertados cursos de graduação, pós-graduação e extensão nas áreas de Formação Religiosa, Formação de Professores, Educação, Gestão, Tecnologia, Saúde e Engenharias. Todos os cursos são autorizados pelo Ministério da Educação do Brasil.

As parcerias institucionais são priorizadas em instituições católicas, tendo em vista o espaço escolar adequado para as atividades acadêmicas e a aproximação com escolas que comunguem dos mesmos valores cristãos e ideais educativos Claretianos. Indo ao encontro da sua Missão institucional, prima-se também por localidades sem acesso à Educação, seja nos grandes centros ou no interior do Brasil, com grande atenção à região amazônica, atendendo, inclusive, a um pedido do Papa Francisco que, durante sua viagem à capital do Equador, Quito, em 2017, enfatizou que “essa zona é uma das mais ricas em variedades de espécies [...] Espécies endêmicas, pouco frequentes e com um menor grau de proteção efetiva, requer um cuidado particular por sua enorme importância para o ecossistema mundial”.

Além disso, na região amazônica, contamos com 22 polos de educação a distância com 3.877 alunos matriculados na Educação Superior e mais 2.500 alunos na Educação Básica, mais uma vez coroando o legado do papel transformador da Educação pautado no carisma de Santo Antonio Maria Claret.

A mais nova conquista para a região foi a instalação da Faculdade presencial de Boa Vista (RR), afinal, a Amazônia é um lugar onde há necessidade de Educação, e os Claretianos estão atendendo esse apelo, pois o povo da região precisa de Educação com qualidade. Dom Mário Antônio da Silva, bispo da Diocese de Roraima, enfatizou que a região amazônica tem a necessidade de ser cuidada como um todo, do meio ambiente à sua população, o que vai ao encontro do Evangelho.

O Claretiano mantém polos de educação a distância nas seguintes cidades da região Amazônica: Cruzeiro do Sul, Manaus, Belém, Ariquemes, Boa Vista, Araguaína, Rio Branco, Parintins, Macapá, Buritis, Normandia, Palmas, Tabatinga, Marabá, Ji-Paraná, Rorainópolis, Óbidos, Porto Velho, Uiramutã, Santarém, São Francisco do Guaporé, São Miguel do Guaporé e Vilhena; compreendendo os estados do Acre, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins.                      

O Claretiano desenvolve diferentes programas e iniciativas de caráter social nas suas unidades e polos. Os programas visam atender aos interesses da sociedade nas mais diversas áreas. Destacam-se programas como o Núcleo de Pesquisa em Educação Indígena de Roraima, implantado em conjunto com o Claretiano – Faculdade de Boa Vista, que realiza estudos na esfera da Educação Indígena com ênfase na organização de currículos para a Educação Básica, em parceria com os povos indígenas de Roraima. O Claretiano oferece bolsas de estudos a 308 estudantes indígenas na região amazônica.

Outra iniciativa relevante desenvolvida na região Norte do país nos estados do Amazonas e Pará é a oferta de cursos de graduação e pós-graduação a distância às comunidades ribeirinhas do rio Amazonas das cidades de Óbidos (PA), Parintins (AM) e Santarém (PA).

Atualmente, o Claretiano – Centro Universitário de Batatais possui convênio com 17 arquidioceses e dioceses, sendo as dioceses da região amazônica: Macapá (AP), Guajará-mirim (RO), Cruzeiro do Sul (AC), Santarém (PA), Porto Alegre do Norte (MT); e Afogados da Ingazeira (PE), Campina Grande (PB), Eunápolis (BA), Floriano (PI), Natal (RN), Vitória da Conquista (BA), Luziânia (GO), Caratinga (MG), Divinópolis (MG), Volta Redonda (RJ), São Carlos (SP) e Jales (SP); e três convênios com institutos religiosos, sendo um total de 96 alunos no curso de Filosofia e 84 alunos no curso de Teologia, com descontos e bolsas de estudos por meio dos convênios à formação eclesial de seminaristas e lideranças cristãs leigas.

Partindo do princípio de que a Educação é promotora da dignidade da pessoa humana e do seu desenvolvimento integral, a atividade educativa dos Missionários Claretianos sempre esteve atenta ao processo histórico da Educação no Brasil. No exercício de sua Missão, a Instituição procura orientar-se para o desenvolvimento da pessoa e da sociedade mediante a Educação, que se concretiza no horizonte de uma autêntica evangelização, sentido último de sua atividade humanizadora e personalizadora, já que “educar é um modo de ser, um modo de significar e um modo de atuar em favor do crescimento do Reino” (BOCOS, 1999).

Para conhecer mais sobre a nossa atuação no Brasil, acesse:www.claretiano.edu.br

 

 

 

Comente essa notícia

Comentários 0