Missionários
Claretianos Brasil

home » Evangelho Meditado

Evangelho Meditado

Quinta-feira, 29 de Outubro de 2020

Ef 6,10-20: Revesti, portanto, a armadura de Deus, a fim de que, no dia mau, possais resistir e permanecer firmes em tudo.

Sl 143 (144), 1. 2. 9-10 (R. 1a): Bendito seja o Senhor, meu rochedo!

Lc 13,31-35: Não convém que um profeta morra fora de Jerusalém.

Naquela hora, alguns fariseus aproximaram-se e disseram a Jesus: 'Tu deves ir embora daqui, porque Herodes quer te matar.' Jesus disse: 'Ide dizer a essa raposa: eu expulso demônios e faço curas hoje e amanhã; e no terceiro dia terminarei o meu trabalho. Entretanto, preciso caminhar hoje, amanhã e depois de amanhã, porque não convém que um profeta morra fora de Jerusalém. Jerusalém, Jerusalém! Tu que matas os profetas e apedrejas os que te foram enviados! Quantas vezes eu quis reunir teus filhos, como a galinha reúne os pintainhos debaixo das asas, mas tu não quiseste! Eis que vossa casa ficará abandonada. Eu vos digo: não me vereis mais, até que chegue o tempo em que vós mesmos direis: Bendito aquele que vem em nome do Senhor.'

Comentário

A América Latina tem uma história de martírio em que abundam os nomes de indígenas, líderes sociais, religiosos, padres e até bispos como Oscar Arnulfo Romero em San Salvador e Juan José Gerardi na Guatemala. As mentes e os corações dos poderosos foram fechados para a proclamação do Evangelho de Deus.

Os escribas, no texto do Evangelho, previnem Jesus: sai daqui porque Herodes quer te matar. Apesar da ameaça que circulava no meio ambiente, Jesus se manteve firme: "Vai dizer àquela raposa... que devo continuar minha jornada." Jesus está determinado a fazer a vontade do Pai. Ele permanece fiel e "resiste às forças do mal", como diz Paulo na primeira leitura. Por fim, Jesus lamenta a dureza do coração dos habitantes de Jerusalém: “quantas vezes quis reunir os teus filhos como a galinha aos pintainhos... e tu não quiseste”. Você conhece alguém que deu sua vida pelo evangelho? Pode fazer uma oração pelos Mártires da América Latina?

Santo do Dia

S. Narciso

séc. II ? bispo ? \"Narciso? é o nome de uma flor

Segundo Eusébio, S. Narciso era natural da Palestina e foi o 15º bispo de Jerusalém, eleito em 189. Presidiu ao Concílio de Cesaréia (197) e encabeçou a lista de assinaturas de uma carta que o episcopado da Palestina enviara ao papa S. Vitor. Nesta carta, os bispos declaravam observar os ritos e usos da Igreja romana. Contam que certa vez fora acusado de um crime que não cometera. Os caluniadores confirmaram por falsos juramentos a acusação. O primeiro dissera que se estivesse mentindo que o queimassem vivo. Já o segundo chamou sobre si a praga da lepra, se o que havia dito não fosse verdade. Por fim, o terceiro jurou pela luz de seus olhos que estava falando a verdade. Narciso ficou muito desgostoso e resolveu deixar a cidade secretamente. Foi para o deserto de Nítria, onde viveu oculto durante 8 anos. Aconteceu, então, que abateu sobre os caluniadores o mal que cada um havia arrogado sobre si: o primeiro morreu queimado; o segundo foi consumido pela lepra; e o terceiro ficou cego. Voltando a Jerusalém resolveu reassumir juntamente com o bispo Górdio o pastoreio de seu rebanho. Morreu por volta de 212, aos 116 anos de idade.

Calendário - Serviço Bíblico