Missionários
Claretianos Brasil

home » Evangelho Meditado

Evangelho Meditado

Quinta-feira, 23 de Maio de 2019

At 15,7-21: Sou de parecer que devemos parar de importunar os pagãos que se convertem a Deus.

Sl 95, 1-2a. 2b-3. 10 (R. Cf. 3): Anunciai as maravilhas do Senhor entre todas as nações.

Jo 15,9-11: Permanecei no meu amor para que a vossa alegria seja plena.

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: Como meu Pai me amou, assim também eu vos amei. Permanecei no meu amor. Se guardardes os meus mandamentos, permanecereis no meu amor, assim como eu guardei os mandamentos do meu Pai e permaneço no seu amor. Eu vos disse isto para que a minha alegria esteja em vós e a vossa alegria seja plena.

Comentário

No Evangelho, Jesus insiste na urgência do essencial: permanecer Nele através do amor, correspondendo assim ao amor-relação com o Pai com a qual Ele nos amou. Nesse sentido, trata-se de uma permanência dinâmica, eficaz e alegre no exercício de amar. É o caminho de crescimento que mobiliza a pessoa e a comunidade humana através da colaboração solidária, da responsabilidade social e da capacidade de criar condições pacíficas e de justiça nas quais nos realizamos plenamente como humanidade. A pedagogia deste amor requer a transformação de sujeitos e estruturas sociais em uma nova comunidade capaz de cumprir o direito e a vontade de Deus, que nada mais é que seu projeto de levar às últimas consequências as possibilidades perfeitas de humanização. Este amor de Jesus transcende todos os laços piedosos e orienta a comunidade para o horizonte do reino: transformar as relações pessoais, sociopolíticas, religiosas e ecológicas “como compaixão”. Sua fé em Jesus de Nazaré expressa densidade espiritual, alegria incondicional, responsabilidade e encarnação histórica?

Santo do Dia

S. Crispim de Viterbo

1668-1750 ? capuchinho ? \"Crispim? quer dizer \"o que tem os cabelos crespos?


Natural de Viterbo, S. Crispim nasceu no dia 13 de novembro de 1668. Ingressou num convento de capuchinhos, em Viterbo e aos 25 anos foi admitido à Ordem. Franzino, de baixa estatura, exerceu vários ofícios, como o de sapateiro, horticultor, cozinheiro, enfermeiro e encarregado das esmolas para o convento. Chamava-se a si mesmo de \"asno capuchinho?, o animal de carga do convento. A estima e a veneração dos habitantes de Orvieto era tamanha que somente a ele, a Frei Crispim, abriam suas portas, reconhecendo-o como o único e legítimo encarregado das esmolas. Na sua beatificação, em 1806, Pio VII afirmou que Crispim \"era o pai dos pobres, o consolador dos aflitos, puro e simples de coração, pleno de devoção para com a Virgem Santa, Mãe de Deus, ilustre pelo dom da profecia e dos milagres?. Aos 82 anos, prevendo que sua hora chegava, rezava:
Ó meu Deus! Vós me resgatastes por intermédio de vosso sangue. Assisti-me nesta hora. Terminai a obra do vosso amor. Dai-me a certeza da minha salvação. Ó vós, poderosa e veneranda Virgem, Mãe de Deus, sede minha advogada, meu refúgio. Minha protetora, lembrai-vos de mim na hora derradeira (S. Crispim).

Calendário - Serviço Bíblico