Missionários
Claretianos Brasil

home » Evangelho Meditado

Evangelho Meditado

Segunda-feira, 22 de Julho de 2019

Tema: Santa Maria Madalena (Memória)

Ct 3,1-4a: Encontrei o amor de minha vida.

Sl 62(63),2.3-4.5-6.8-9 (R. 2b): A minh'alma tem sede de vós, Senhor!

Jo 20,1-2.11-18: Mulher, por que choras? A quem procuras?

No primeiro dia da semana, Maria Madalena foi ao túmulo de Jesus, bem de madrugada, quando ainda estava escuro, e viu que a pedra tinha sido retirada do túmulo. Então ela saiu correndo e foi encontrar Simão Pedro e o outro discípulo, aquele que Jesus amava, e lhes disse: "Tiraram o Senhor do túmulo, e não sabemos onde o colocaram". Maria estava do lado de fora do túmulo, chorando. Enquanto chorava, inclinou-se e olhou para dentro do túmulo. Viu, então, dois anjos vestidos de branco, sentados onde tinha sido posto o corpo de Jesus, um à cabeceira e outro aos pés. Os anjos perguntaram: "Mulher, por que choras?" Ela respondeu: "Levaram o meu Senhor e não sei onde o colocaram". Tendo dito isto, Maria voltou-se para trás e viu Jesus, de pé. Mas não sabia que era Jesus. Jesus perguntou-lhe: "Mulher, por que choras? A quem procuras?" Pensando que era o jardineiro, Maria disse: "Senhor, se foste tu que o levaste dize-me onde o colocaste, e eu o irei buscar". Então Jesus disse: "Maria!" Ela voltou-se e exclamou, em hebraico: "Rabunni" (que quer dizer: Mestre). Jesus disse: "Não me segures. Ainda não subi para junto do Pai. Mas vai dizer aos meus irmãos: subo para junto do meu Pai e vosso Pai, meu Deus e vosso Deus". Então Maria Madalena foi anunciar aos discípulos: "Eu vi o Senhor!", e contou o que Jesus lhe tinha dito.

Comentário

"Apóstola da nova e maior esperança". Foi assim que o Papa Francisco definiu Maria Madalena, cuja festa hoje celebramos. Ela é a primeira a ver Jesus ressuscitado. Em sua corrida ao sepulcro reflete-se a fidelidade de tantas mulheres que nos recordam que as uniões mais autênticas não se rompem com a morte. Continua amando, mesmo que o ente querido tenha desaparecido para sempre. Lemos hoje a "segunda viagem" de Madalena ao túmulo de Jesus, uma vez que não estava convencida do desaparecimento do corpo do amado, e sua insistência recebe um grande fruto, pois descobre o acontecimento mais surpreendente da história humana quando finalmente é chamada por seu nome: "Maria"! É importante para nossas vidas entender que a aparição do Ressuscitado se dá de maneira tão pessoal. Jesus, como a Madalena, nos conhece, vê o nosso sofrimento e decepção, se comove por nós e nos chama pelo nosso nome. Nós temos um Deus próximo de nós que nos conhece pessoalmente. Você considera sua vida uma história de amor que Deus escreve nesta terra?

Santo do Dia

S. Maria Madalena

séc. I ? discípula de Jesus ? "Maria? significa "aquela que é excelsa, sublime? Natural de Magdala, pertencia ao grupo de mulheres que, junto com os Doze, seguia Jesus em seu ministério público. Foi testemunha não apenas das curas e dos milagres de Jesus, mas também da sua morte e ressurreição (Lc 8,1-3; Mt 26,56s; 27,61; Mc 15,40ss). Foi a primeira a ver o Ressuscitado na madrugada do dia da Páscoa (Mc 16,9). S. Gregório Magno assim se refere a essa mulher que amava o Mestre apaixonadamente: \"... Maria estava do lado de fora do túmulo, chorando (Jo 20,11). Este fato leva-nos a considerar quão forte era o amor que inflamava o espírito dessa mulher, que não se afastava do túmulo do Senhor, mesmo depois de os discípulos terem ido embora. Procurava a quem não encontrara, chorava enquanto buscava e, abrasada no fogo de seu amor, sentia a ardente saudade daquele que julgava ter sido roubado. Por isso, só ela o viu então, porque só ela o ficou procurando? (cf. Liturgia das horas, v. III, p. 1435).

Calendário - Serviço Bíblico