Missionários
Claretianos Brasil

Necrologium Claretianum

Necrologias dos Missionários da Província Claretiana do Brasil

Ao longo dos anos Missionários Claretianos debruçaram-se sobre a tarefa de organizar a memória de seus irmãos de Província. Trabalho extenso e que exigia tempo e devoção fraterna. A presente Necrologia dos Missionários é fruto da recuperação de tais obras dentro do marco de comemorações dos 125 anos da presença dos Missionários Claretianos no Brasil. Algumas das publicações são bem conhecidas nossas como, por exemplo, os trabalhos do Padre João Batista Monteiro Leite (Necrológio da Província Claretiana do Brasil no 100º. Aniversário de sua chegada ao Brasil. De 1945 - 1993) que contém 130 necrologias, e, a do Padre Teófilo Gomes Sáez (Memória dos Claretianos Falecidos na Delegação Independente do Brasil Central. De 1954 - 2003) que traz 46 necrologias.

Ao nos aproximarmos dos 125 anos de presença dos Missionários Filhos do Imaculado Coração de Maria no Brasil o Governo Provincial desejou, por um lado, colocar ao alcance da comunidade obras necrológicas marcantes na formação da Província caso do já referido Necrológio elaborado pelo Padre Monteiro Leite por ocasião do centenário da chegada ao Brasil e, por outro lado, sistematizar o melhor possível quadro que permitisse conhecer algo da biografia dos missionários que ajudaram a construir a Província a partir de calendário dos falecimentos. O carregamento em formato eletrônico das obras necrológicas transcritas linha a linha permitirá aos Claretianos de hoje e de amanhã conhecer mais sobre a sua trajetória no Brasil e o calendário diário dará ideia de conjunto da jornada dos Missionários Claretianos visto que reunirá todas as necrologias.

Há obras necrológicas menos conhecidas que foram fundamentais para o trabalho que aqui apresentamos, por exemplo, o Necrológio da Província Brasileira CMF no 50º. Aniversário da Chegada ao Brasil com 57 necrologias. Este trabalho, aliás, é o ponto de partida da Necrologia do Padre Monteiro ao qual desejava dar continuidade, se o Necrológio dos 50 anos tinha como data limite a data de sua publicação, em 1945, o Padre Monteiro inicia aí o seu trabalho: 1945 - 1993. Outra obra consultada foi Irmãos Missionários Claretianos do Padre Elias Leite. À época, Padre Elias trabalhava na Pastoral Missionária Claretiana e desejava com o livro oferecer aos jovens uma visão da vida religiosa e do carisma Claretiano, reuniu para tanto biografias de Irmãos Religiosos de várias Províncias, sobretudo, do Brasil. O propósito lembra o da Coleção Claretianos de ontem e de hoje.

Partia-se, portanto, de Necrologias cuidadosamente elaboradas ao longo dos anos, era preciso agora inventariar e cotejar os nomes de todos os missionários ali anotados e quais deles tiveram as suas necrologias publicadas e em quais periódicos. Padre Roque Vicente Beraldi, CMF, elaborou índice Alfabético que reunia Claretianos desde a fundação 1895 e que deu origem ao primeiro Inventário de Falecidos (235 Claretianos). Ambos auxiliaram na criação do Banco de Dados dos Missionários Claretianos iniciado em 2012 e, também, o Inventário dos Missionários Claretianos que perseveraram. Este último serviu, de forma particular, à pesquisa para o mapeamento da origem - regiões e países - dos Missionários Claretianos, bem como, descobrir quais foram os primeiros brasileiros a fazerem as suas profissões perpétuas e quais as primeiras ordenações. Da combinação de todas as coleções de Necrologias e de inventários acima anotados resulta a Necrologium Claretianum - Necrologia dos Missionários da Província Claretiana do Brasil (247 Claretianos) que aqui apresentamos. Em algumas publicações havia a duplicidade de registros, noutros casos havia a falta em virtude das dificuldades do tempo e da separação das duas Províncias.

Desta forma, daqueles que serviram na Província do Brasil, da fundação em 1895 até novembro de 2018, 228 Claretianos faleceram no Brasil e 19 faleceram em outros países, perfazendo o total de 247 Claretianos que perseveraram na Província e na Congregação. Quanto à origem, eles eram: 148 da Espanha, 79 do Brasil, 13 de Portugal, 2 da Alemanha, 2 da Colômbia, 1 da Rússia, 1 da Itália e 1 do Japão. Entre os que faleceram longe do país encontramos: 14 missionários espanhóis, 3 missionários portugueses e 2 estudantes brasileiros. Por local de falecimento, 9 morreram na Espanha, 4 na Argentina, 3 em Portugal e 3 na Itália.

Padre Marcos Aurélio Loro, CMF
Superior Provincial

Livros do Necrologium Claretianum

Navegue no Necrologium Claretianum

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31